X CONGRESSO BRASILEIRO DE MASTOZOOLOGIA

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

A DIVERSIDADE DE MAMIFEROS E O IMPACTO DOS ATROPELAMENTOS EM UMA PAISAGEM ANTROPIZADA

Resumo

Paisagens modificadas pelo homem são dominantes em ecossistemas tropicais e alteram a oferta de recursos e disponibilidade de habitat, além de resultarem em diversas ameaças para a fauna. Apesar de ser um ambiente alterado, tais paisagens podem abrigar significativa diversidade faunística, o que requer uma abordagem integrada de manejo de paisagem e gestão de impactos. Neste sentido, este trabalho teve por objetivo avaliar a assembleia de mamíferos de médio e grande porte registradas em uma paisagem modificada (campus “Luiz de Queiroz”, da Universidade de São Paulo, em Piracicaba e IPEF – Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais) e identificar as principais ameaças à fauna silvestre. Para o inventário de espécies, foram compilados dados de estudos com armadilhas fotográficas e busca ativa entre 2010 e 2019, além de dados de literatura recente. Foram registradas 20 espécies de mamíferos de médio e grande porte, sendo seis exóticas à região, e três consideradas ameaçadas em nível nacional (Puma concolor, Puma yagouaroundi e Leopardus guttulus). Dentre as ameaças à fauna local, o atropelamento de animais em uma rodovia que divide o campus foi considerado impactante. Registros de atropelamentos foram analisados no período de 2011 a 2019, resultando em 112 registros de atropelamento de 12 espécies, sendo três espécies registradas para a área exclusivamente por atropelamentos (Eira barbara, Galictis cuja e Lontra longicaudis – esta última ameaçada de extinção no estado de São Paulo). Os resultados demonstram que apesar de inseridos em uma paisagem modificada pelo homem, os pequenos remanescentes florestais da ESALQ e IPEF mantêm uma diversidade relevante de mamíferos de médio e grande porte. Embora a assembleia de mamíferos seja composta principalmente por espécies generalistas, as espécies ameaçadas ressaltam a importância da área para a conservação da mastofauna regional. O alto número de indivíduos e a diversidade de espécies atropeladas na via (incluindo uma ameaçada no estado) demonstram o impacto que os atropelamentos causam para a fauna da região, reforçando a necessidade de um manejo da paisagem integrado que leve em consideração tais ameaças e implemente medidas de mitigação.

Palavras-chave

mastofauna, ecologia de rodovias, fauna, campus

Financiamento

Projeto financiado pela FAPESP e Fundação O Boticário.

Área

Biologia da Conservação

Autores

Alex Augusto Abreu Bovo, Marcelo Magioli, Vinicius Alberici, Alexandre Reis Percequillo, Marcel Pieter Huijser, Yuri Geraldo Gomes Ribeiro, João Carlos Zecchini Gebin, Julia Bellucco Cruz, Maísa Ziviani Alves Martins, Renata Alonso Miotto, Fernanda Delborgo Abra, Victor Hugo Vasconcellos Prado Andrade, Adriana Marques Nascimento, Katia Maria Paschoaletto Micchi Barros Ferraz