X CONGRESSO BRASILEIRO DE MASTOZOOLOGIA

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

MAMIFEROS DA EXPOSIÇAO DOS 50 ANOS DO INSTITUTO DE BIOLOGIA, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO: CONHECENDO PARA PRESERVAR

Resumo

Na comemoração dos 50 anos do Instituto de Biologia (IB) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o Laboratório de Mastozoologia, juntamente com os demais Laboratórios do IB, elaboraram uma exposição gratuita de livre acesso, possibilitando aos visitantes o conhecimento biológico produzido pelo Instituto durante 50 anos. Os crânios utilizados na exposição de mamíferos, em sua maioria, pertencem ao Laboratório de Mastozoologia do Instituto de Biologia da UFRJ e uma parcela foi obtida por empréstimo do Museu Nacional e do Centro de Primatologia do Rio de Janeiro. O objetivo da exposição foi fornecer aos visitantes a visualização de diversas ordens de mamíferos, como por exemplo, a réplica de Luzia (o fóssil humano mais antigo das Américas), visando a sensibilização e o aprimoramento do conhecimento científico, sendo este o primeiro passo para a conservação e recuperação da biodiversidade. Para a disponibilização do acervo, os itens foram submetidos a um processo de preparação. Primeiramente realizamos a limpeza das peças, utilizando detergente líquido e escovas adequadas ao tamanho de cada item. Após a lavagem, mantivemos as peças na bancada do laboratório para que secassem naturalmente. Em seguida, os crânios foram submetidos a um processo de restauração, visto que muitos, por corresponderem ao material utilizado em aulas práticas, possuíam dentição danificada. A partir de prévia identificação taxonômica dos espécimes foi possível a reconstituição, principalmente de dentes perdidos, utilizando massa modelável e cola a base d'água, para dar firmeza ao material modelado e fixá-lo nas peças. Todo o processo de modelagem foi feito manualmente. A pintura foi feita para que as partes reconstituídas ficassem o mais natural possível. Foram utilizados corretivo a base d’água para cobrir a cor original da massa de modelar, pincéis e lápis de tinta aquarelável para chegarmos a coloração adequada das partes reconstituídas. Dentro da ala mastozoológica da exposição foram expostas 26 peças de 23 espécies distintas, com suas respectivas ordens e famílias descritas em etiquetas, sendo estas: Cetacea (Família Pontoporidae); Perissodactyla (Família Equidae); Artiodactyla (Famílias: Camelidae e Tayassuidae); Chiroptera (Família Phyllostomidae); Rodentia (Famílias: Caviidae e Cuniculidae) e Primates (Famílias: Cebidae, Atelidae, Cercopithecidae, Pitheciidae e Hominidae). Os resultados obtidos foram satisfatórios, com mais de 2000 visitantes em 6 meses de exposição, dentre estes: professores, alunos e visitantes não pertencentes à Universidade, como  alunos de escolas públicas, possibilitando o contato com o conhecimento científico produzido ao longo da história do Instituto. A participação do Laboratório de Mastozoologia contribuirá para a que a exposição se torne permanente no Instituto de Biologia e a elaboração de um livro em memória dos 50 anos do IB com fotografias dos espécimes, mostrando com detalhes as peças em exposição, e a criação de um projeto de extensão, com a comunidade científica do IB. Desta forma, a conservação e manutenção do acervo biológico e sua utilização para educação e conscientização ambiental dentro destes projetos, amplia a visibilidade científica para além do Instituto de Biologia e atende as demandas da sociedade, utilizando o seu envolvimento na preservação e conservação da biodiversidade do país.

Palavras-chave

Mammalia; extensão universitária; educação ambiental.

Financiamento

PIBIC/UFRJ; CNPq (308505/2016-6); UFRJ.

Área

Educação Ambiental/Ensino

Autores

Lorena Silva de Souza, Isabela Bernardes Freitas da Silva Domingues, Cristiane Laurentino da Silva, Margaret Maria de Oliveira Corrêa, Leila Maria Pessôa