X CONGRESSO BRASILEIRO DE MASTOZOOLOGIA

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

EFEITO DO FOGO SOBRE PARAMETROS POPULACIONAIS DE GRACILINANUS AGILIS (DIDELPHIMORPHIA: DIDELPHIDAE) EM UMA AREA DE CERRADO SENTIDO RESTRITO EM UBERLANDIA, MG

Resumo

O fogo é um distúrbio ambiental importante na estruturação dos sistemas ecológicos. A intensidade da queima, características ambientais, e história de vida indicam a resposta das espécies a esse distúrbio. O presente estudo avaliou a influência de um incêndio de alta intensidade, que acometeu a Estação Ecológica do Panga (Uberlândia/MG) em outubro de 2014, sobre a probabilidade de recaptura e sobrevivência aparente de uma população de um marsupial semélparo (Gracilinanus agilis). O estudo foi realizado em uma área de cerrado sentido restrito, onde a população da espécie é monitorada mensalmente desde 2011, através de armadilhas Sherman dispostas no solo e sub-bosque em uma grade de 1,12ha. Os indivíduos capturados receberam brincos numerados e tiveram os dados de sexo e condição reprodutiva registrados. O estudo foi dividido em três fases: antes do fogo (jan/2011-set/2014), pós-fogo imediato (out/2014-mar/2015), pós-fogo tardio (abr/2015-mar/2016). A sobrevivência aparente e probabilidade de recaptura foram estimadas mensalmente através do método Cormack-Jolly-Seber. Construímos 36 modelos, a partir de um modelo global maior com interação entre sexo e tempo {ɸ(tempo*sexo) p(tempo*sexo)}. Fatores como fogo (considerando os 3 períodos: antes, pós-fogo imediato e tardio) e condição reprodutiva (indivíduos não reprodutivos, fase de cópula e fase pós-copula) foram incluídos nos modelos como restrições temporais.  A seleção de modelos foi feita de acordo com o critério de informação de Akaike corrigido para amostras pequenas (AICc). Durante o período estudado, capturamos 238 indivíduos de G. agilis (169 machos e 69 fêmeas). Os resultados indicaram dois modelos plausíveis (ΔAICc<2), onde o melhor modelo (QAICc: 396.55) sugere efeito aditivo do sexo e condição reprodutiva na sobrevivência aparente, enquanto a probabilidade de recaptura foi influenciada pelo sexo. O outro modelo selecionado (QAICc: 396.94) difere do modelo anterior, indicando que probabilidade de recaptura varia de acordo com a condição reprodutiva. Fêmeas apresentaram maior sobrevivência, especialmente devido à redução na sobrevivência dos machos no período pós-cópula. Por outro lado, machos apresentam maior probabilidade de captura, especialmente os adultos capturados durante o período reprodutivo (cópula e pós-cópula). Esses resultados sugerem que os parâmetros analisados são influenciados pela estratégia reprodutiva semélpara da espécie. O incêndio analisado ocorreu no início do período pós-cópula, momento que o tamanho populacional sofre redução em todos os anos estudados, independente do fogo. A menor sobrevivência aparente dos machos nesse período é semelhante ao observado em outras espécies semélparas, onde há um aumento na mortalidade devido a fatores relacionados com a competição acirrada para copular com fêmeas. A maior probabilidade de recaptura dos machos reflete a razão sexual desviada para machos na população, e maior vagilidade desse sexo, especialmente no período reprodutivo. Apesar dos resultados não demonstrarem efeito do fogo sobre a sobrevivência aparente, uma análise mais detalhada dos dados mostrou que as fêmeas adultas desaparecem mais cedo da população no ano do fogo. Tal resultado pode ter implicações para o recrutamento da população no ano seguinte, visto que o tamanho populacional foi menor no ano após fogo do que nos anos anteriores. Dessa maneira, estudos futuros devem avaliar a influência do fogo sobre esse parâmetro.

Palavras-chave

dinâmica populacional

marsupiais

semelparidade

sobrevivência

Financiamento

Área

Ecologia

Autores

Rodrigo Cassimiro Rossi, Natalia Oliveira Leiner