X CONGRESSO BRASILEIRO DE MASTOZOOLOGIA

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

SEGREGAÇAO TEMPORAL DE FELIDEOS EM AREAS DE CERRADO DO ESTADO DE SAO PAULO

Resumo

A competição entre espécies é um mecanismo importante na estruturação de comunidades e tende a ser mais intensa entre espécies aparentadas, sendo assim os carnívoros são influenciados pela competição interespecífica e podem ajustar seu comportamento para evitar os efeitos deletérios. A segregação temporal pode tornar a coexistência entre espécies possível. Avaliamos o padrão de atividade e a sobreposição temporal dos felídeos que ocorrem em sete Unidades de Conservação do Estado de São Paulo com tamanhos entre 611 e 9074 hectares. Armadilhas fotográficas foram instaladas entre fevereiro/2011 e novembro/2017 com um esforço amostral de 15532 armadilhas-noite. Foram amostrados 258 pontos equidistantes 0,5-1km e cada registro com intervalo superior a 60 minutos foi considerado independente. Calculamos a sobreposição temporal através do estimador de densidade Kernel e verificamos  a similaridade nas frequências dos horários das espécies utilizando o teste Mardia-Watson-Wheeler. Leopardus guttulus (n=3) foi registrado as 03h14, 13h55 e 19h19, Leopardus wiedii (n=1) as 00h05, Puma yagouaroundi (n=49) entre 07h23 e 19h09 com um pico entre 13h00 e 15h00. Leopardus pardalis (n=106) e Puma concolor (n=165) foram predominantemente noturnos, com um pico entre 00h00 e 02h00 e outro entre 04h00 e 06h00 para L. pardalis, e entre 01h00 e 03h00 e outro entre 21h00 e 23h00 para P. concolor, e apresentaram atividades similares (W= 4,407 p=0,11) com sobreposição de 85%. P. yagouaroundi e P. concolor tiveram sobreposição temporal de 41% e P. yagouaroundi e L. pardalis de 33%, e os horários de atividades não foram similares entre P. yagouaroundi e P. concolor (W= 67,221 p=<0,001) e nem entre  P. yagouaroundi e L. pardalis (W= 75,295 p=<0,001). P. yagouaroundi é considerada a espécie mais diurna dentre os felídeos estudados. Para L. pardalis é descrita uma pequena atividade diurna com predominância de atividades a noite. Para P. concolor o padrão de atividades predominantemente noturno também é descrito, embora sabe-se que o padrão de atividades pode variar muito para essa espécie. A baixa sobreposição temporal entre P. yagouaroundi com L. pardalis e P. concolor pode estar ocorrendo para minimizar a competição por recursos, uma vez que as espécies de maior porte são competitivamente dominantes e a coocorrência com elas parece ser evitada por espécies menores. Apesar da sobreposição temporal entre L. pardalis e P. concolor, a coexistência entre elas pode ser possível devido a um baixo grau de sobreposição em outras dimensões do nicho. Embora estas espécies se alimentem basicamente de mamíferos, a biomassa de suas presas é diferente, P. concolor se alimenta principalmente de médios e grandes mamíferos enquanto L. pardalis consome principalmente aves e pequenos mamíferos. Além disso, embora a sobreposição entre elas seja alta, essas espécies parecem iniciar e finalizar suas atividades em horários diferentes, o que também pode favorecer a coexistência entre elas. Os resultados deste estudo sugerem que o padrão de atividades pode ser uma variável importante para diminuir os efeitos deletérios da competição interespecífica dos pequenos felídeos com os maiores, enquanto para as espécies maiores a diferenciação de outras dimensões do nicho parecem ser mais importantes para a coexistência.

Palavras-chave

Gato-do-mato-pequeno, Gato-maracajá, Jaguarundi, Jaguatirica, Onça-parda

Financiamento

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

Área

Ecologia

Autores

Larissa Fornitano, Mateus Yan de Oliveira, Rita de Cassia Bianchi