X CONGRESSO BRASILEIRO DE MASTOZOOLOGIA

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

ESPECIES DE MORCEGOS DE UMA REGIAO CARSTICA NO CERRADO BRASILEIRO E EXTENSAO DA DISTRIBUIÇAO DE HSUNYCTERIS THOMASI (PHYLLOSTOMIDAE, LONCHOPHYLLINAE)

Resumo

A vegetação natural do Cerrado está sendo substituída por áreas de agronegócio a uma velocidade maior com do que as pesquisas cientificas são realizadas. Essa rápida modificação do uso do solo é especialmente preocupante para os morcegos, considerados como espécies chave para o funcionamento de ecossistemas e chagam a representar 44% da fauna de mamíferos do Cerrado. Desta forma, nosso objetivo é apresentar uma lista de espécies de morcegos com ocorrência no Parque Estadual Terra Ronca e a extensão da distribuição de Hsunycteris thomasi. O Parque Estadual de Terra Ronca - PETER está situado nos municípios de Guarani de Goiás e São Domingos, Goiás. A região e considerada um dos maiores complexos espeleológicos da América do Sul. A coleta de morcegos foi realizada com redes de neblina, durante o mês de junho de 2010. Todas as noites, foram abertas dez redes de neblina e permanecendo abertas por oito horas após o pôr-do-sol. Adicionalmente três detectores de ultrassom foram utilizados, frequência de amostragem de 192 kHz. Observamos 38 espécies de cinco famílias, dezenove espécies foram observadas na rede de neblina e 22 espécies nos registros. Nos registradores automáticos, tivemos a famílias, Molossidae é a mais rica e Vespertilionidae é a segunda, nas redes de neblina, capturamos 95 indivíduos de 19 espécies de cinco famílias de morcegos. Phyllostomidae foi a mais diversa e abundante dos indivíduos capturados. Os frugívoros foram a guilda mais abundante com e carnívoros e onívoros, os menos diversos e abundantes. A não estabilização indicando um local com alta heterogeneidade na composição de espécies, o mesmo número de espécies foi capturado em torno de PETER. Os registradores automáticos, mesmo com menos esforço que a rede de neblina, obtiveram maior riqueza de espécies. Esses dois resultados corroboram a necessidade de aplicar múltiplos métodos para amostrar morcegos, já que a rede de neblina é mais eficiente na amostragem de espécies que voam em baixas altitudes e registradores são eficientes em amostrar os insetívoros aéreos. Nossos dados corroboram essa informação, indicando que as cavernas são um recurso significativo para esta espécie, com a captura de cinco indivíduos e sugerindo a presença de pelo menos uma população de Lonchophylla dekeyseri na região. Portanto, além de apresentar uma lista de espécies de morcegos para esta região cárstica do Cerrado, apresentamos também uma extensão da ocorrência e distribuição potencial de Hsunycteris thomasi.

Palavras-chave

Espeleológicos, Heterogeneidade, Riqueza de Espécies, Distribuição Potencial.

Financiamento

Área

Ecologia

Autores

Iluany da Silva Costa, Thiago Bernardi Vieira, Poliana Mendes, Franciele Parreira Peixoto, Monik Oprea, Ludmilla Moura de Souza Aguiar