X CONGRESSO BRASILEIRO DE MASTOZOOLOGIA

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

PREFERENCIAS ALIMENTARES EM ALOUATTA GUARIBA CLAMITANS

Resumo

A aceitação ou rejeição aos alimentos são resultados de um conjunto de decisões baseadas na aceitação gustativa e nas necessidades nutricionais do indivíduo. O conteúdo nutricional, a frequência das escolhas, o tempo dedicado à busca da fonte alimentar, a quantidade ingerida, entre outros fatores são elementos a considerar quando se trata de preferências alimentares. Em cativeiro, o estudo de preferências em primatas não-humanos é amplo, mas é notável a falta de literatura quanto ao gênero Alouatta devido à dificuldade de manutenção destes em cativeiro. Assim, este estudo teve como objetivo determinar a preferência alimentar dos bugios-ruivos (Alouatta guariba clamitans) diante de alimentos cultivados, utilizando o teste de duas alternativas, que consiste na oferta de alimentos aos pares, registrando qual fruta foi consumida primeiro. Participaram do estudo 15 indivíduos jovens e adultos (5 fêmeas, 10 machos) mantidos sob cuidados humanos no Centro de Pesquisas Biológicas de Indaial, Santa Catarina, Brasil. Cada animal foi apresentado à 45 combinações binárias possíveis entre 10 frutas, repetindo cada combinação 10 vezes. Foram registradas 6750 escolhas (45 combinações binárias x 10 apresentações por indivíduo x 15 indivíduos). Para realizar a análise de dados optamos por utilizar o seguinte critério: computou-se 1 ponto para o fruto escolhido e 0 para o rejeitado. Como resultado, obteve-se a seguinte ordem de preferência: banana (n=1095) > manga (n=921) > melancia (n=913) > mamão (n=740) > beterraba (n=639) > maçã (n=612) > pera (n=603) > laranja (n=581) > pepino (n=343) > tomate (n=303). Ao analisar a correlação de Pearson desta classificação de preferência com os componentes nutricionais das frutas disponíveis na literatura, verificou-se que a preferência é positivamente correlacionada com o teor total de energia (Rp = 0,75, p = 0,012) e de carboidratos (Rp = 0,74 p = 0,014), em contraste à uma correlação negativa com o teor de água (rP = -0,75, p = 0,012). A preferência por alimentos com maior índice de energia total e fonte de carboidratos pode estar relacionada à otimização de forrageamento. A correlação negativa com o teor de água dos frutos pode ser explicada pela relação inversa existente entre este e o valor de energia de alimentação. Esse tipo de estudo em cativeiro permite não apenas otimizar as dietas de acordo com as necessidades individuais (nutricionais ou energéticas), mas também contribuem para o melhoramento do bem-estar de animais mantidos em zoológicos e criadouros científicos.

Palavras-chave

Preferência alimentar, Alouatta, Nutrição.

Financiamento

 Fundo de Apoio à Manutenção e ao Desenvolvimento da Educação Superior (FUMDES - SC).

Área

Etologia/Bem-estar animal

Autores

Pâmela Silveira, Ícaro William Valler, Aline Naíssa Dada, Zelinda Maria Braga Hirano, Laura Teresa Hernández-Salazar, Matthias Laska