X CONGRESSO BRASILEIRO DE MASTOZOOLOGIA

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

COMPARAÇAO DA ECOLOGIA ALIMENTAR DO CHRYSOCYON BRACHYURUS E DO CERDOCYON THOUS (CARNIVORA: CANIDAE) NUMA AREA ANTROPIZADA EM MINAS GERAIS.

Resumo

O lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) e o cachorro-do-mato (Cerdocyon thous) são canídeos neotropicais, pertencentes à ordem Carnivora, podendo ocorrer em simpatria. São considerados onívoros, generalistas e oportunistas, possuindo dietas compostas por frutos, pequenos mamíferos e insetos, com consumos em proporções diferentes. Contudo, a disponibilidade de recursos alimentares para essas espécies tem sido afetada pela perda de habitats, devido aos avanços e impactos de ações antrópicas, como atividades mineradoras, o que representa uma grande ameaça, considerando que C. brachyurus consta como espécie Vulnerável (VU) no Cerrado. O presente trabalho teve por objetivo verificar se ocorre sobreposição alimentar dos itens consumidos por C. brachyurus e C. thous numa área antropizada no Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais. Foram analisadas 50 amostras fecais coletadas em área adjacente a uma mineração, sob as coordenadas 20°15'3.97"S 43°55'25.87"O. As amostras foram obtidas por busca ativa em transecções lineares, durante cinco campanhas trimestrais, realizadas de outubro de 2015 a julho de 2018. As mesmas foram lavadas, triadas e os itens encontrados foram identificados e agrupados em 11 categorias taxonômicas. Os dados foram submetidos ao teste de correlação de Pearson, para verificar possíveis sobreposições ou divergências nas proporções dos diferentes itens consumidos, conforme categorização. Itens de 10 categorias estavam presentes na dieta do lobo-guará, sendo 12% dos itens correspondentes ao consumo de pequenos roedores (< 30 gramas), totalizando 53% de consumo de vertebrados (roedores, anfíbios, serpentes, lagartos e vertebrados não identificados), 29% ao consumo de frutos, enquanto 17% correspondiam  ao consumo de insetos. Já o cachorro-do-mato apresentou o consumo de alimentos de seis categorias, sendo que 61% dos itens correspondiam ao consumo de insetos, principalmente das ordens Coleoptera, Isoptera e Hymenoptera, 28% ao consumo de frutos, e 10% correspondiam ao consumo de vertebrados, como roedores. Itens antrópicos, como papel alumínio e plástico também foram registrados. Foi encontrada uma correspondência de cerca de 50% da dieta entre as duas espécies. Os itens presentes nas amostras de C. brachyurus indicam o consumo esperado para espécie, evidenciando uma dieta onívora e generalista, corroborando com resultados obtidos por outros estudos realizados em áreas pouco alteradas do Cerrado, sendo a lobeira (Solanum lycocarpum) e pequenos roedores os itens consumidos mais frequentes. A proporção dos itens presentes na dieta de C. thous diferiu do esperado para a espécie, destacando o alto consumo de insetos, contrapondo aos resultados encontrados por outros estudos no Cerrado, que encontraram uma frequência maior de frutos para o cachorro-do-mato, enquanto um consumo elevado de insetos é mais frequente na dieta de outro canídeo, como a raposinha-do-campo (Lycalopex vetulus). Todavia, a dieta de ambas as espécies se sobrepôs parcialmente em relação ao consumo de alguns frutos e roedores, e diferiu no consumo de outros vertebrados e na proporção do consumo de insetos, evidenciando a ocorrência simpátrica das mesmas com segregação na proporção do consumo dos itens alimentares, corroborando com resultados obtidos por outros estudos de dieta. Considerando as diferenças encontradas, novas amostras serão analisadas para melhor compreender os impactos de uma área antropizada sobre a dieta desses canídeos.

Palavras-chave

Lobo-guará, Cachorro-do-mato, Dieta, Quadrilátero Ferrífero, Área alterada.

Financiamento

Área

Ecologia

Autores

Jennifer Emanuele Ferreira, Vinícius Santana Orsini, Matheus Rocha Jorge Corrêa, Sônia Aparecida Talamoni