X CONGRESSO BRASILEIRO DE MASTOZOOLOGIA

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

DIVERSIDADE GENETICA NA POPULAÇAO DE CALLITHRIX (ERXLEBEN, 1777) INTRODUZIDA NA MATA ATLANTICA DO SUDESTE BRASILEIRO.

Resumo

Callithrix é um gênero de primata Neotropical com seis espécies reconhecidas, C. jacchus, C. geoffroyi, C. penicillata, C. kuhlii, C. aurita, C. flaviceps, distribuídas na Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga. Atualmente, espécimes com morfologia similar a C. jacchus, C. penicillata ou de híbridos são encontrados no sudeste do país e regiões limítrofes, onde foram introduzidos. A ação antrópica tem grande responsabilidade por isso e hoje espécimes com a morfologia de híbridos estão amplamente distribuídos nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e arredores. Por terem um alto potencial adaptativo, o número de híbridos vem crescendo e causando impacto negativo na fauna local. Além disso, C. aurita, espécie endêmica da Mata Atlântica e ameaçada de extinção (classificada como vulnerável), pode estar sendo ameaçada pela presença dos híbridos, e inclusive acasalando com eles. Esse trabalho teve como objetivo detectar a diversidade genética e determinar a linhagem materna dos híbridos do sudeste brasileiro e regiões limítrofes através da análise do gene mitocondrial citocromo b (MT-Cytb). Foi sequenciado o citocromo b de 80 amostras de híbridos provenientes dos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e do Distrito Federal. Nas análises filogenéticas de máxima verossimilhança foram incluídas as 80 sequências dos híbridos aqui geradas, além de 52 de outros híbridos previamente sequenciados, 18 de C. jacchus, 15 de C. penicillata, 12 de C. geoffroyi, 7 de C. kuhlii e 1 amostra de C. aurita disponíveis no GenBank, usando como grupo externo Callimico goeldii. O gênero Callithrix apareceu monofilético, tendo C. aurita como a linhagem irmã do restante das espécies agrupadas em um único clado. Três dessas espécies, C. geoffroyi, C. jacchus e C. penicillata, aparecem como monofiléticas, enquanto C. kuhlii aparece como um grupo polifilético e estruturados de acordo com a origem geográfica, sugerindo em vários pontos da topologia a presença de pelo menos três linhagens evolutivas distintas. A análise mostrou que a linhagem materna dos híbridos analisados do sudeste do Brasil envolve C. penicillata e C. geoffroyi, além de C. aurita já citado na literatura. Esse resultado é bastante preocupante sob o ponto de vista da conservação, porque mostra que diferentes espécies deste gênero estão se hibridizando no sudeste do Brasil. Este fato, junto com a grande adaptabilidade dos híbridos, inclusive no peridomicílio nas cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte, é uma ameaça tanto às espécies residentes, quanto pela possibilidade destes primatas possuírem e disseminarem zoonoses.

Palavras-chave

sagui, linhagem materna, citocromo b, introdução de espécies.

Financiamento

Área

Sistemática e Taxonomia

Autores

Kariny De Araujo Teles, Fernando A Perini, José Luís Cordeiro, Cecília Bueno, Cibele Rodrigues Bonvicino